Brexit. Documento oficial diz que Reino Unido fará controlo fronteiriço

O negociador chefe da União Europeia (UE) para o Brexit, Michel Barnier, disse esta segunda-feira que, consumado o Brexit a 31 de Janeiro, haverá controlos fronteiriços entre a Irlanda (UE) e a Irlanda do Norte (Reino Unido). Barnier disse que é falso que o acordo evite uma fronteira, contrariando, dessa forma, declarações do próprio primeiro-ministro Boris Johnson, avança o “The Independent”.

«A implementação do Brexit prevê verificações e controles na Irlanda», avisou Barnier, durante uma sessão no Parlamento Europeu, frisando que aguarda «com expectativa uma uma cooperação construtiva com as autoridades britânicas para garantir que todas as disposições sejam respeitadas e tornadas operacionais».

Johnson garantiu, durante a campanha eleitoral, um plano de contingência de zero controlos alfandegários, inspecções ou infraestruturas fronteiriças entre os dois lados da ilha, rejeitando o mecanismo de salvaguarda (basckstop), negociado pela sua antecessora, Theresa May. Só que não é isso que pôs no papel assinado em Novembro do ano passado.

Já Bruxelas sempre se opôs a esta política, por temer que pudesse expor e fragilizar o bloco europeu de tal forma que este ficaria indefeso perante ameaças económicas.

pub

Comentários
Loading...