Bolsa de Lisboa segue em alta alinhada com Europa. Altri e EDP Renováveis em destaque

A bolsa de Lisboa seguia hoje em alta, mantendo a tendência da abertura, a benefeciar do otimismo das congénertes europeias.

Na terça-feira, o principal índice, o PSI20, fechou a subir 0,11% para 4.899,71 pontos, após cinco sessões consecutivas em baixa e uma forte descida de 2,70% na segunda-feira.

Hoje, pelas 09:00, o PSI20 seguia em alta de 1,17% para 4.956,85 pontos, com 15 ações em alta, uma em baixa e duas inalteradas.

A Altri e a EDP Renováveis eram as ações que mais subiam, com ganhos de 2,15% e 2,13% para 5,04 euros e 20,12 euros, respetivamente.

A EDP – Energias de Portugal, S.A., através da EDP Renováveis, anunciou hoje que chegou a acordo para a compra de um portfólio eólico e solar de 544 megawatts (MW) no Reino Unido.

De acordo com a informação, a transação foi alcançada “através de dois acordos separados, com Vento Ludens e Wind2, por um valor total de até GBP 71 milhões [82 milhões de euros], condicional à concretização de objetivos pré-determinados para cada projeto”.

A Galp e o BCP seguiam em alta de 1,85% e 1,60% para 8,48 euros e 0,12 euros, respetivamente.

A EDP seguia também positiva, com as ações a avançarem 1,01% para 4,41 euros e a Jerónimo Martins subia 0,15% para 16,48 euros.

A Pharol era a única empresa a negociar em terreno negativo, com as ações a perderem 0,20% para 0,10 euros.

A Ramada Investimentos e a Ibersol seguiam inalteradas nos 5,92 euros e nos 5,74 euros, respetivamente.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, numa sessão sem indicadores relevantes, mas animadas com a queda do preço do petróleo.

No mercado de matérias-primas, o Brent, o petróleo de referência na Europa, que desceu 6,75% na segunda-feira, continuava hoje a cair, depois de a aliança da OPEP (Organização de Países Exportadores de Petróleo) com 10 produtores de petróleo aliados (OPEP+) terem decidido no domingo aumentar a produção conjunta a partir de agosto.

Na Europa, a semana será marcada pela reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) na próxima quinta-feira e pela publicação de resultados empresariais.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1756 dólares, contra 1,1778 dólares na terça-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro abriu também em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 69,02 dólares, contra 69,35 dólares na terça-feira e o atual máximo desde pelo menos o início de 2018, de 77,16 dólares verificado em 05 de julho.

Ler Mais


Comentários
Loading...