pub

Bolsa de Lisboa em alta com Semapa e Ibersol a liderar ganhos

A bolsa de Lisboa mantinha hoje a tendência de alta da abertura, com a Semapa e a Ibersol a valorizarem-se 1,35% para 7,52 euros e 1,14% para 4,45 euros, respetivamente.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, subia 0,70% para 4.208,39 pontos, com 13 ‘papéis’ a valorizarem-se, três a recuarem e dois inalterados (Novabase e CTT).

Aos ‘papéis’ da Semapa e Ibersol seguiam-se os do BCP, EDP e Galp, que registavam ganhos de 1,11% para 0,08 euros, 1% para 4,36 euros e de 0,99% para 8,35 euros.

As ações da EDP Renováveis, NOS e Sonae SGPS também se valorizavam, designadamente 0,79% para 15,28 euros, 0,65% para 3,12 euros e 0,61% para 0,58 euros.

Em contrapartida, em sentido inverso, as ações da Mota-Engil, Jerónimo Martins e Pharol eram as que estavam a cair, menos 0,66% para 1,20 euros, 0,35% para 14,18 euros e 0,19 para 0,10 euros.

Na Europa, as principais bolsas abriram hoje em alta, animadas com os possíveis estímulos orçamentais nos Estados Unidos para fazer frente à crise provocada pela pandemia.

A Europa estava animada com a tendência do mercado de Wall Street na quarta-feira, depois do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se ter mostrado favorável de que o Congresso aprove medidas de estímulo específicas para companhias aéreas e pequenas empresas.

Esta decisão de Trump surge apesar do adiamento de um pacote de estímulos multimilionário para depois das eleições presidenciais de 03 de novembro.

Donald Trump, que deu positivo no teste de covid-19, regressou à Casa Branca na segunda-feira.

Hoje serão conhecidos os pedidos de desemprego semanais nos Estados Unidos e as atas da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).

Em Viena, a OPEP deverá publicar o relatório anual sobre as perspetivas de longo prazo do mercado mundial de petróleo, que foi atingido pela pandemia.

Na quarta-feira, a bolsa de Nova Iorque fechou em alta, com o Dow Jones a subir 1,91% para 28.303,46 pontos, contra 29.551,42 pontos em 12 de fevereiro, atual máximo desde que foi criado, em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a valorizar-se 1,88% para 11.364,60 pontos, contra o atual máximo de sempre, de 12.056,33 pontos, em 02 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1773 dólares, contra 1,1772 dólares na quarta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em dezembro abriu com tendência ascendente, a cotar-se a 42,37 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 41,99 dólares na quarta-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...