Bolsa de Lisboa em alta com Galp a subir 1,53%

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta, a manter a tendência da abertura, com as ações da Galp a liderar os ganhos, a subirem 1,40% para 7,76 euros.

Cerca das 09:00 em Lisboa, o PSI avançava 0,15% para 5.827,57 pontos, com sete ‘papéis’ a subirem, cinco a descerem e três a manterem a cotação (Corticeira Amorim em nove euros, Mota-Engil em 1,23 euros e Semapa em 14,30 euros).

Às ações da Galp seguiam-se as da Altri, Sonae e EDP, que subiam 0,73% para 5,49 euros, 0,63% para 0,96 euros e 0,52% para 4,41 euros, respetivamente.

As ações do BCP e REN valorizavam-se 0,46% para 0,15 euros e 0,39% para 2,55 euros.

Em sentido contrário, as ações da Greenvolt, NOS e EDP Renováveis desciam 1,40% para 7,76 euros, 0,62% para 3,85 euros e 0,59% para 22,02 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, pendentes da taxa de inflação preliminar na Alemanha em novembro e da conferência do conselho nacional de saúde chinês, durante a qual explicará as medidas contra o novo coronavírus.

A conferência de imprensa do conselho nacional de saúde na China surge depois dos importantes protestos contra os controlos que se estão a impor perante o forte aumento dos contágios.

Em Espanha, a inflação preliminar de novembro voltou a moderar-se, tendo-se situado em 6,8% devido à descida dos preços dos combustíveis e da eletricidade.

Na segunda-feira, a Bolsa de Wall Street terminou em baixa, com o Dow Jones a cair 1,45% para 33.849,46 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.799,65 pontos, registado em 04 de janeiro deste ano.

O Nasdaq fechou a desvalorizar-se 1,58% para 11.049,50 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro do ano passado.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0359 dólares, contra 1,0370 dólares na segunda-feira, e 0,9585 dólares em 27 de setembro, um mínimo desde junho de 2002.

O euro está a cotar-se acima da paridade face ao dólar desde 07 de novembro, depois de ter estado abaixo da paridade desde 20 de setembro, com exceção para o dia 26 de outubro (1,0076 dólares).

O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro de 2023 abriu com tendência ascendente no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 84,84 dólares, contra 83,19 dólares na segunda-feira.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.