“Bitcoin vai chegar aos 100 mil dólares até ao final deste ano”, defende CoinList

O CEO da CoinList, Graham Jenkin, acredita que a Bitcoin vai chegar “aos 100 mil dólares até ao final do ano”.

“A maioria dos colaboradores da CoinList aposta que a Bitcoin atinge os 100 mil dólares até o final do ano. Não tenho certeza se vamos chegar lá, mas é isso que estamos a prever para o início do ano”, esclareceu Graham Jenkin.
A CoinList é uma ‘exchange’ em crescimento, tendo anunciado esta semana uma rodada de financiamento de série A de 100 milhões de dólares, o que lhe valeu uma avalliação de 1,5 mil milhões de dólares.

Há quase duas semanas, o CEO da gigante Macro Global da Fidelity, conhecida pelos seus investimentos sustentáveis, confessou em entrevista à Bloomberg que acredita, que tendo em conta o movimento da cotação da Bitcoin nos últimos meses, a “criptoqueen” pode chegar aos 100 mil dólares, até 2023.

“É uma estimativa baseada no cruzamento entre a oferta e a procura”. O executivo fundamenta a sua opinião na atração criada, através da procura em rede.

Para Anthony Scaramucci, fundador da Oscar Capital Management e da SkyBridge Capital esta “é uma clara premissa que esta token será negociada no patamar dos 100 mil dólares até o final do ano”.

“A Bitcoin vai ser o grande predador das criptomoedas”, explicou em entrevista à CNBC, o executivo, que durante dez dias foi diretor de comunicação da administração Trump.

A “montanha russa da Bitcoin” não tem gerado unanimidade entre as opiniões dos especialistas. Do outro lado da discussão, Todd Morley, cofundador da Guggenheim Partners e empresário no ramo das criptomoedas e blockchain, a “Ethereum tem uma utilidade muito maior do que a Bitcoin, podendo ultrapassar esta criptomoeda, a longo prazo”.

“A Ethereum é muito mais útil em função dos contratos inteligentes”, explicou Morley à Bloomberg TV, a

“Estas tecnologias relacionadas com a Ethereum cresceram 20 vezes nos últimos seis anos consecutivos, muito, mas muito mais rápido do que a Lei de Moore”.

A Lei de Moore, redigida pelo engenheiro Gordon Moore em 1965, estabelece que a evolução da informática acontece de forma duplicada a cada dois anos, à mesma velocidade que os semicondutores”.

“Para além disso, nos últimos 12 meses, a popularidade das chamadas DeFi (finanças descentralizadas), que recorrem à rede Ethereum disparou”, acrescentou o executivo.

“No que toca aos  NFTs (Tokens Não Fungíveis), estes passaram a ser outra das bandeiras da tecnologia  blockchain da rede Ethereum”, conclui Morley.

Nas últimas 24 horas a cotação da Bitcoin subiu 3,53% para os 61.044.13 dólares. Numa ótica semanal, a criptomoeda está em queda há uma semana (7.93%), já que há sete dias bateu nos 67 mil dólares.

 

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.