XXIV Barómetro Executive Digest: Vítor Ribeirinho, KPMG

A análise de Vítor Ribeirinho, CEO / Chairman da KPMG

Os indicadores principais do barómetro reflectem a visão mais pessimista resultante da continuação do conflito entre a Rússia e a Ucrânia e da incerteza sobre a evolução da COVID-19 na Europa e no Mundo. Assim, é natural que os resultados apresentem um menor optimismo e prudência sobre a evolução dos indicadores e sobre a estratégia das organizações no médio prazo. Apesar de haver uma expectativa favorável para a performance no primeiro semestre de 2022 – 64% dos inquiridos considera que as suas vendas no primeiro semestre de 2022 cresceram – a visão para o futuro é manifestamente diferente, uma vez existir uma ideia de que o capital de confiança adquirido nos últimos meses poder-se-á estar a esgotar. As empresas indicam claramente uma maior incerteza quanto às previsões económicas e uma necessidade crescente de “navegar à vista” e reforçar a sua flexibilidade estratégica. Este facto aliado à expectativa de aumento dos custos operacionais – 34% dos inquiridos espera que seja superior a 20% – aos receios sobre a subida do custo de financiamento, aumento da inflação e dificuldade na atracção e retenção de talento, fazem com que o grau de confiança sobre a evolução da economia nacional tenha diminuído. Actualmente, 51% dos inquiridos não estão confiantes com as estimativas actuais de evolução. Nesta base, os sinais actuais se por um lado reflectem uma maior preocupação dos agentes de mercado, por outro revelam a necessidade de serem tomadas medidas que possam contribuir para responder aos actuais desafios. A consciencialização da necessidade de melhoria da eficiência energética, redução do consumo e maior e melhor utilização de produtos circulares deixa uma esperança sobre a forma de combater esta visão menos positiva que marca o barómetro deste mês.

Testemunho publicado na edição de Junho (nº. 195) da Executive Digest, no âmbito da XXIV edição do seu Barómetro.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.