Bankinter arrecada 1.140 milhões de euros em lucros. Portugal contribuiu com 26 milhões de euros

O espanhol Bankinter teve lucros de 1.140 milhões de euros no primeiro semestre de 2021, que inclui uma mais-valia de 896 milhões pela alienação da ‘Línea Directa, com os balcões em Portugal a contribuírem com 26 milhões de euros.

Em comunicado publicado hoje pela Comissão Nacional do Mercado de Valores Mobiliários (CNMV) espanhola, o grupo bancário informa que, excluindo a mais-valia da transação não recorrente da ‘Línea Directa’, o banco obteve um benefício líquido 244,5 milhões, 124,1% mais elevado do que no primeiro semestre de 2020.

A ‘Línea Directa’ era a filial de seguros do Bankinter que entrou na bolsa de valores de Madrid em 29 de abril último, com 82,6% do seu capital a ser distribuído pelos acionistas do grupo no segundo trimestre do ano.

O banco assegura que todas as rúbricas da conta de resultados são superiores às do mesmo período de 2020 e também de 2019, com o banco a obter receitas superiores às do ano anterior à pandemia.

O grupo espanhol também regista “valores recordes” em hipotecas concedidas nos primeiros seis meses do ano, com 3.000 milhões de euros, o dobro do alcançado no primeiro semestre de 2020.

De acordo com a informação divulgada, a área que mais contribuiu para a margem bruta no primeiro semestre foi o negócio de banca comercial, com especial destaque para a atividade dos segmentos de clientes com maior património.

Os principais indicadores do banco evoluíram de forma positiva: o rácio de morosidade foi de 2,34% (2,50% no primeiro semestre de 2020), o índice de cobertura de 62% (59%), o CET 1 fully loaded de 12,2% (11,8%) e a rentabilidade dos capitais próprios (ROE) de 9,5% (7,6%).

O Bankinter destaca que a sua sucursal em Portugal “registou uma dinâmica muito positiva” durante este semestre, o que levou ao crescimento de todas as rubricas da conta de resultados: a margem de juros aumentou 7%; a margem bruta cresceu 15% impulsionada pelas comissões líquidas que tiveram um desempenho extraordinário e a margem antes de provisões cresceu 33%.

O resultado antes de impostos do Bankinter Portugal nos primeiros seis meses do ano foi de 26 milhões de euros, o que representa um crescimento de 50% relativamente ao primeiro semestre do ano anterior.

No que se refere a indicadores de negócio, a carteira de crédito do Bankinter Portugal atingiu 6.800 milhões de euros, mais 6%.

Por outro dado, os recursos de clientes apresentam um crescimento de 19%, alcançando 5.500 milhões de euros e os recursos geridos fora de balanço crescem 14%, atingindo os 3.900 milhões de euros.

Ler Mais


Comentários
Loading...