Bancos alemães podem distribuir dividendos este ano apesar do veto do BCE

O órgão de supervisão da bolsa alemã, BaFin, permitirá que alguns bancos do país paguem dividendos este ano, segundo a agência ‘Bloomberg’. Isto apesar da recomendação contrária do Banco Central Europeu (BCE) diante da alta incerteza em relação à evolução da economia devido à pandemia do novo coronavírus.

O BaFin decidiu assim permitir que os pequenos bancos, que não estão sob a supervisão do BCE, demonstrem os seus lucros e demonstrem suficientes provisões de capital.

Contudo, o supervisor alemão continua a ter uma opinião desfavorável em relação aos pagamentos de dividendos na atual crise, garantiu a fonte, mas considera que são exequíveis em bancos pequenos e lucrativos.

“O Bafin apoia pagamentos de dividendos muito restritivos, mesmo depois de outubro”, disse uma porta-voz da agência à Bloomberg, acrescentando que obriga a que “estimem uma evolução da receita sustentável”.

“Os dividendos só devem ser pagos se um banco estiver a prever uma trajetória sustentável dos lucros e que a sua posição de capital esteja suficientemente ‘amortecida’, mesmo num período prolongado de stress”, explicou ainda

O ‘veto’ ao pagamento de dividendos aos bancos na zona euro é uma das principais razões por trás da atual queda do setor no mercado de ações.

O BCE já reconheceu que esta política afeta as avaliações das entidades e a presidente do Conselho Fiscal, Andrea Enria, demonstrou interesse em suspender a proibição.

O BCE supervisiona diretamente 21 bancos na Alemanha, de um total de 1.717 no país, e supervisiona entidades cujos ativos excedem 30 mil milhões de euros.

Os supervisores nacionais monitorizam os bancos menores, embora o façam “em estreita cooperação com o BCE”, segundo o site do banco central.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...