Avila Spaces cria solução para empresas que adotam modelo de trabalho híbrido

O Avila Spaces tem uma nova proposta de espaços de trabalho partilhados que surge como resposta a um ano que obrigou muitas empresas a redefinirem o seu modelo de trabalho e a sua organização. O Flex Office é a evolução da oferta que o Avila Spaces já tinha com o Business Lounge e o espaço de coworking e que agora permite tirar partido destes dois modelos de trabalho sem mais custos para os utilizadores.

O modelo de escritório flexível é uma alternativa aos escritórios da sede da empresa e à casa dos colaboradores, este último um espaço que ganhou uma nova importância em 2020 devido à pandemia de COVID-19 que fez com que muitas empresas colocassem os colaboradores em teletrabalho.

O Flex Office baseia-se numa oferta de espaços de trabalho que podem ser subscritos de acordo com as necessidades dos utilizadores, inclusive com a compra de um passe pré-pago de acesso ao Business Lounge do Avila que, por 15 euros, permite usar este espaço durante dez dias, em regime de hostdesking. A alternativa a este passe é uma subscrição mensal de 150 euros que dá acesso ao espaço durante todos os dias úteis da semana, das 8 às 20 horas.

Com a entrada no cowork e no Business Lounge, estão também garantidos (sem mais custos) o acesso a salas de reunião, phone boots privadas, sala de videoconferência, copa (com bebidas, fruta e snacks gratuitos) e terraço. O acesso à rede Wi-Fi, o serviço de recepção e a limpeza estão incluídos no preço.

No Flex Office podem ainda ser subscritos postos fixos de trabalho, escritórios privados para até oito colaboradores e aluguer de salas de reunião até 24 pessoas. Todos os modelos não obrigam a qualquer período de fidelização e podem ser cancelados em qualquer altura.

«Espaço de cowork, salas de reunião, phone boots individuais, salas para videoconferência, copa, terraço, lounge e escritórios privados que podem ser usados numa base muito flexível. Este modelo híbrido de trabalho é mais económico, na medida em que permite uma redução de 75% dos custos, considerando o custo por colaboradores num escritório no centro de Lisboa. Espaços como o nosso contribuem para voltar a ligar as pessoas», afirma Carlos Gonçalves.

Veja aqui o vídeo sobre o Flex Office.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...