Autoeuropa volta a ser maior exportadora 14 anos depois

A Autoeuropa destronou a petrolífera Petrogal, e escalou até ao primeiro lugar das empresas que mais exportam em Portugal durante 2019, título que havia perdido em 2005. Esta é uma das conclusões que se pode retirar a partir dos dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) a pedido do “Jornal de Negócios”, que referem-se apenas a bens, sem incluir serviços, são preliminares e ainda podem ser revistos.

Segundo o jornal, 2019 foi um ano de produção recorde da Autoeuropa com 256,9 mil unidades produzidas, das quais 255,3 mil foram exportadas. Além disso, a fábrica exportou 24 milhões de peças, o valor mais elevado de sempre.

 A Petrogal, do universo da Galp, que detém as refinariais de Sines e de Matosinhos, que liderava o ranking há 10 anos consecutivos, entre 2008 e 2018, passou para segundo lugar. Em 2019, a petrolífera registou uma queda das exportações de produtos petrolíferos até Setembro por causa da menor disponibilidade de produtos. Neste momento, ainda não há dados anuais.

A completar o pódio, a Navigator mantém-se na 3ª posição, apesar de 2019 ter sido um ano «adverso». A papeleira dá conta de uma «forte queda dos preços de pasta e redução da procura de pasta e de papel», o que foi compensado pelo aumento dos volumes de venda de pasta e de «tissue», segundo as contas do ano passado. A empresa exporta 96% da produção, num valor da ordem dos 1.620 milhões de euros.

No total, as 10 maiores exportadoras foram responsáveis por 22% das exportações, mais do que os 21,3% de 2018. Isto significa que estas empresas, que representam 0,02% do universo de mais de 54 mil exportadoras, exportaram 13,2 mil milhões de euros. No total, Portugal exportou 59,9 mil milhões de euros.

pub

Comentários
Loading...