Ataque informático coloca o preço da gasolina à prova de fogo

O preço da gasolina corre o risco de subir para o valor mais alto desde 2014, dado que o oleoduto Colonial Pipeline que abastece a costa leste dos EUA permanece parcialmente encerrado por conta de um ataque informático que atingiu a empresa.

Hoje, o preço médio para um barril da gasolina está nos 2,450 euros, um aumento de 6 cêntimos face à semana passada. Mais três cêntimos e este combustível baterá no teto mais alto registado desde novembro de 2014.

“Acreditamos que isto vai mesmo acontecer, dado que quanto mais tempo o oleoduto ficar fechado, mais os preços inflacionarão”, alertou a Associação Automóvel dos EUA num comunicado enviado à CNBC.

No final da tarde de ontem, a Colonial Pipeline assegurou à imprensa norte-americana que pretendia restabelecer as operações até ao fim de semana. Um dos canais do oleoduto já foi aberto, mas funciona a 50% e à mão, devido às limitações informáticas

A Administração Biden declarou estado de emergência regional em 17 Estados e no Distrito de Columbia na noite de domingo, de forma a libertar as estradas, para que os camiões que fazem o caminho alternativo de transportes de gasolina possam chegar o quanto antes ao destino.

Além disso, o Departamento dos Transportes pediu aos condutores que não atestem os depósitos, optando antes por encher até meio, com o intuito de que a procura não exceda demasiado a oferta.

Um ataque informático com ransomware, alegadamente realizado pelo grupo ransomware DarkSide contra a Colonial Pipeline, obrigou a empresa, que gere 45% dos abastecimentos de combustível do leste dos EUA, a suspender 8.850 quilómetros de oleoduto entre o Texas e Nova Jérsia.

A DarkSide nega no entanto o dolo: “o nosso objetivo é ganhar dinheiro e nunca criar problemas para a sociedade. Os nossos parceiros utilizaram esta tecnologia para evitar consequências sociais no futuro”, defenderam os hackers num comunicado publicado hoje.

Em resposta, a empresa colocou todos os sistemas em offline e interrompeu temporariamente todas as operações no oleoduto.

Ler Mais


Comentários
Loading...