As 10 recomendações da DGS para sobreviver a esta vaga de calor

Com a previsão de temperaturas bastante elevadas para o decorrer desta semana a Direcção Geral da Saúde (DGS) publicou uma lista de recomendações para que seja possível aguentar e proteger-se do calor que se vai fazer sentir em Portugal.

«Prevêem-se temperaturas muito elevadas e noites tropicais, noites em que a temperatura não vai descer abaixo dos 20 graus. Estas circunstâncias costumam estar associadas a maior morbilidade e, eventualmente, a maior mortalidade e é importante, sobretudo, dar atenção a quatro grupos de pessoas ainda mais vulneráveis do que os outros: as crianças, os idosos, as mulheres grávidas e as pessoas doentes», afirmou a directa geral da saúde, Graça Freitas, esta segunda-feira.

Neste sentido é importante que se mantenha hidratado, através do consumo de água ou sumos de fruta natural, «mesmo quando não tem sede». Para além disso é de evitar consumir bebidas alcoólicas. Deve também comer «refeições frias e leves», durante «mais vezes por dia».

«Isto é muito importante, sobretudo para os idosos, que têm de ser ajudados e incentivados pelos seus familiares e cuidadores», referiu a responsável na habitual conferência de imprensa da DGS.

A utilização de «roupa larga» é outras das orientações das autoridades de saúde, tendo em atenção que deve cobrir «a maior parte do seu corpo». O uso de óculos de sol e chapéus de abas largas é também recomendado. Adicionalmente, Graça Freitas afirma que «estar em ambientes frescos pelo menos duas a três horas por dia é muito importante. O nosso corpo tem mecanismos de regulação térmica, mas precisa de ajuda».

A responsável reforça que é essencial «hidratar-se frequentemente, proteger-se com roupa adequada, chapéus e óculos e evitar estar ao sol nas horas de maior calor», afirma acrescentando: «Vai ser uma semana muito quente, esse calor vai ter influência na nossa saúde».

Também é de evitar estar directamente exposto ao sol, sobretudo no período compreendido «entre as 11 horas e as 17 horas». Quando estiver, deve utilizar protector solar com factor 30, renovando a sua «aplicação de duas em duas horas». Para além disse se trabalhar no exterior, garanta que está sempre «acompanhado», isto porque «em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência», pode ler-se nas orientações.

Os idosos, crianças e outras «pessoas com mobilidade reduzida», devem ser foco de «especial atenção». Sempre que se verificar mais calor, deve correr «as persianas ou portadas» e «ao entardecer deixar que o ar circule pela casa». Por fim, é importante que se «mantenha informado relativamente às condições climáticas para poder adoptar os cuidados necessários».

Resumindo:

  • Beba água ou sumos de fruta natural, mesmo quando não tem sede, e evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Faça refeições frias, leves e coma mais vezes ao dia;
  • Utilize roupa larga, que cubra a maior parte do seu corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol;
  • Mantenha-se em ambientes frescos, pelo menos 2 a 3 horas por dia;
  • Evite a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas.
  • Utilize protetor solar com fator > 30 e renove a sua aplicação de 2 em 2 horas;
  • Se trabalhar no exterior, faça-o acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência;
  • Tenha especial atenção com os doentes crónicos, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida;
  • No período de maior calor, corra as persianas ou portadas; ao entardecer deixe que o ar circule pela casa;
  • Mantenha-se informado relativamente às condições climáticas para poder adotar os cuidados necessários.
Ler Mais
pub

Comentários
Loading...