Aprenda a “esticar” o seu salário ao longo do mês

Gerir o seu orçamento mensal pode ser difícil, mas com a regra 50-30-20, o milagre “de esticar o dinheiro” pode mesmo acontecer.

Este método divide a canalização do rendimento mensal em três grandes categorias: necessidades, poupanças e investimentos e por fim desejos.

50% do seu salário deve ser destinado a custos essenciais

Nesta categoria incluem-se as despesas de que não pode mesmo abster-se de ter como o arrendamento ou prestação da casa, pagamento de dívidas, aluguer de bens móveis como o automóvel, a escola dos seus filhos, alimentação ou o seguro de saúde

Se as suas despesas essenciais ocuparem mais da metade do seu livro de despesas, então deve repensar onde está a investir o seu dinheiro.

20% do seu rendimento deve ser poupado ou investido

O provérbio “chapa ganha chapa gasta”, nunca foi um bom princípio de gestão financeira, muito menos nos dias de hoje onde face à volatilidade do mercado de emprego, ter um pé-de-meia é essencial.

Preocupe-se em ter um “fundo de emergência”. Os especialistas recomendam que todas as pessoas devem ter um fundo de socorro para três ou seis meses.

Pense primeiro em poupar e só depois em investir e quando o fizer, antes de pensar em mercados de títulos, procure aplicar o seu dinheiro em coisas móveis que não sofram “amortizações furacão”, assim em vez de um carro, compre uma obra de arte ou um imóvel.

30% do seu salário deve ser usado para pagar os seus desejos

Trabalhar para sobreviver não é um bom lema de vida. Invista esta parte do seu dinheiro em coisas que realmente gosta desde jantares, a compras, viagens e outras atividades.

Se se conseguir divertir conseguirá ter outro entusiasmo para enfrentar o dia-a -dia muitas vezes tenebroso das rotinas de trabalho.

Ler Mais


Comentários
Loading...