Amianto matou 126 portugueses em quatro anos

Entre 2014 e 2017, doenças provocadas pela exposição ao amianto, uma substância cancerígena, mataram 126 pessoas em Portugal, mostram dados da Direção-Geral da Saúde (DGS). A notícia está a está a ser avançada esta segunda-feira pelo “Correio da Manhã” (CM).

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, admite que que o número de óbitos possa vir a aumentar nos próximos anos. «É possível que apareçam mais casos. Os efeitos na saúde são a longo prazo e é natural que surjam mais. Depende da idade das estruturas que têm amianto.»

Portugal terá 3406 edifícios públicos com amianto, 175 dos quais na esfera do Ministério da Saúde, adianta o “CM”. As doenças atribuídas ao amianto são o mesotelioma na pleura [membrana que reveste os pulmões] e no peritoneu [que reveste a parede abdominal], e a asbestose.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
As ideias (brilhantes) da Skoda