Allianz perde canal de vendas do Banco Popular mas avança em nome próprio

A seguradora alemã Allianz teve durante décadas um acordo com o Banco Popular para vender os seus seguros e planos de pensão através das suas agências. Com a incorporação do Popular no Santander, a empresa ficou sem um de seus principais canais de vendas e como resposta lança agora planos de previdência individual próprios (anteriormente partilhava a gestão e a marca com o Popular) e passará a distribuí-los nos seus agentes (corretores e mediadores), avança o ‘Cinco Días’.

Depois do rompimento com o Popular, o grupo alemão recebeu uma indemnização de mais de 900 milhões de euros, que usou em parte para forjar uma nova aliança, desta vez com o BBVA. No entanto, o novo acordo é mais limitado, visto que o BBVA possui uma poderosa divisão de seguros de vida e previdência. Limita-se a seguros gerais (automóvel, casa, PME …) sem incluir os seguros de saúde.

Dada a inexistência de um canal potente para a venda de planos de pensões, a Allianz optou por constituir um novo gestor e assinar parte da equipa da joint-venture Allianz-Popular, que conseguiu gerir mais de 4.000 milhões de euros. Rafael Hurtado, ex-diretor de investimentos da Allianz Popular Asset Management, agora é diretor de investimentos e estratégia em gestão de ativos da Allianz Espanha.

Até agora, a Alllianz lançou três planos de previdência individual e, posteriormente, expandirá a sua oferta para incluir também planos de previdência ocupacional.

A principal alavanca com que a seguradora alemã conta é a capacidade do grupo nesta matéria. A Allianz possui a Pimco, a maior administradora de títulos do mundo (com 1,7 biliões de euros de ativos sob gestão). A subsidiária Allianz Global Investors, por sua vez, tem 540 mil milhões de euros sob gestão e opera em 22 mercados.


Comentários
Loading...