Air France-KLM aumenta capital em 2,2 mil milhões de euros e vai reembolsar apoios recebidos durante a pandemia

A Air France-KLM anunciou que irá realizar um aumento de capital de 2.256 milhões de euros, com o objetivo de reforçar os fundos próprios e o balanço da empresa e, ao mesmo tempo, devolver parte da ajuda pública que recebeu durante a pior fase da Covid-19.

Com esta estratégia, a operadora francesa torna-se a primeira grande companhia aérea europeia a devolver a ajuda recebida durante a pandemia. A Air France obteve apoios dos governos francês e holandês, tal como a TAP foi apoiada pelo Estado português ou a Lufthansa pela Alemanha.

“O encaixe desta operação será destinado a reembolsar as obrigações subordinadas emitidas em abril de 2021 e detidas pelo Estado francês, e servirá para reforçar os capitais da companhia”, explica a Air France-KLM no seu comunicado.

A empresa informou que os dois principais acionistas da empresa, o Estado francês (28,6%) e o Estado holandês (9,3%), vão subscrever as novas ações desta emissão para manter a sua percentagem no final de a operação.

Os outros dois grandes acionistas da Air France-KLM, as empresas China Eastern Airlines (9,6%) e Delta Air Lines (5,8%), também concordaram em participar no aumento de capital, mas parte de seus direitos de subscrição serão cedidos.

 

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.