Agro-alimentar: Só o turismo e as exportações podem devolver força ao setor, alerta presidente da FIPA

A partir de hoje, os portugueses vão escutar mais um apelo. Deste feita, o desafio é para que voltem, com confiança, aos hotéis, restaurantes e cafés. E a mensagem chega através da campanha “Sabe pela Vida”, uma iniciativa conjunta da FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares e da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Em entrevista à Executive Digest, Jorge Henriques, presidente da FIPA, descreve-nos um setor resiliente que esteve ao lado de muitas empresas do tão pressionado Canal HORECA (Hotéis, Restaurantes e Cafés), mantendo o abastecimento sem interrupções, e fazendo com que fossem enfrentando e ajustando a sua atividade, apesar da gravidade da crise que se instalou.

Agora, apesar do regresso gradual ao ‘novo normal’, este setor precisa de um retorno efetivo do turismo ao nosso país e aponta todas as baterias à reconquista dos mercados externos que perdeu entretanto. O trilho a seguir é o das exportações, acreditando que será possível voltar a atingir os números pré-pandemia.

Quais são os principais objetivos desta nova campanha e de que forma se vai concretizar?

A campanha “Sabe Pela Vida” tem como principal objetivo promover o regresso dos portugueses ao Canal HORECA, relembrando o prazer que é sair para ir almoçar ou jantar fora ou simplesmente desfrutar de uma esplanada em família ou com amigos, de uma forma segura. Os responsáveis pelos negócios têm feito um enorme investimento para garantir que cumprem as regras impostas devido à pandemia, ao mesmo tempo que oferecem um serviço de qualidade a quem os visita. Este é um desafio aos consumidores para regressarem a estes espaços, tal como faziam num passado recente.

A campanha “Sabe Pela Vida” vai contar com um vídeo em três versões – um de 30 segundos e dois de 15 segundos – que serão divulgados através da televisão e digital. Além disso, contamos ainda com a divulgação desta campanha através dos media, sabendo do forte impacto destes junto dos consumidores.

Atendendo ao atual ‘estado’ da economia nacional, devido à pandemia da covid-19, que outras respostas encontrou o setor que representa para fazer face à crise?

A rotina de compras, as prioridades dos consumidores e a tipologia de refeições mudou de um dia para o outro. Por outro lado, um elo muito importante da cadeia de valor, o canal HORECA, ficou reduzido praticamente a zero, afetando muitas categorias de produtos. Com as dificuldades inerentes, a indústria alimentar e das bebidas foi decisiva para manter o abastecimento, o que não impediu que a crise se esteja a sentir em muitas empresas. Também as exportações estão a ser bastante afetadas, particularmente para a Europa. A nossa grande preocupação é agora recuperar os canais e os mercados perdidos, garantir a adaptação dos sortidos às novas tendências de compra e assegurar a tesouraria das empresas.

As medidas de apoio do Governo têm sido suficientes para este setor? Que medidas urgem ser tomadas?

Todo este período de confinamento e encerramento de fronteiras mostrou que temos de ter uma visão estratégica da cadeia de abastecimento alimentar. Este setor tem de estar permanentemente no centro das prioridades políticas. Neste momento, uma das prioridades ao nível da intervenção política é a garantia da disponibilidade efetiva dos seguros de crédito, seja ao nível das exportações seja ao nível do mercado interno, permitindo ter os níveis de apoio que outros países da União Europeia já estabeleceram.

Como perspetiva a evolução do setor nos próximos tempos?

Com o desconfinamento e a retoma gradual de várias atividades e negócios é expectável que o consumo aumente progressivamente e de forma moderada. É um primeiro passo, mas não o suficiente até porque temos de esperar por uma retoma gradual do turismo e trabalhar no sentido da recuperação das nossas exportações que estavam numa tendência crescente há vários anos e que tinham recentemente ultrapassado a barreira dos 5 mil milhões de euros.

Ler Mais

Comentários
Loading...