Agência Europeia de Medicamentos foi alvo de ataque informático

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês), que está atualmente a ponderar se deve aprovar a autorização de emergência de vacinas contra a covid-19, anunciou, esta quarta-feira, ter sofrido um ataque informático.

“A EMA foi alvo de um ciberataque. A Agência lançou rapidamente uma investigação completa, em estreita cooperação com a aplicação da lei e outras entidades relevantes”, afirmou a Agência Europeia de Medicamentos, sediada em Amesterdão, numa declaração publicada na página oficial.

Porém, não ficou claro quando ou como é ocorreu o ataque, ou quem foi o responsável. “A EMA não pode fornecer detalhes adicionais enquanto a investigação estiver em andamento. Mais informações serão disponibilizadas oportunamente”, lê-se ainda na declaração.

As tentativas de ciberataques e hacks contra organizações de saúde e farmacêuticas intensificaram-se durante a pandemia, numa tentativa de obter informações sobre as vacinas ou outras questões importantes relacionadas com a covid-19.

Recentemente, hackers ligados à Coreia do Norte, Irão, Vietname, China e Rússia têm sido acusados, em ocasiões separadas, de tentarem roubar informações relevantes sobre o novo coronavírus e potenciais tratamentos.


Comentários
Loading...