Adeptos dão “golo” em seco neste Mundial. Catar tem a cerveja mais cara do mundo e Portugal das mais baratas da Europa

O Campeonato do Mundo já está quase a terminar a fase de grupos e um pouco pelo mundo inteiro a companhia sempre presente para assistir a este tipo de competições é a cerveja. Assim, a HelloSafe elaborou o Índice da Cerveja 2022 onde mostra a comparação dos preços de 33cl desta bebida em 81 países do mundo.

Entre os países da lista, Portugal ocupa a 52ª posição, sendo que tem a 7ª cerveja mais barata da Europa a 91 cêntimos. Por outro lado, o Catar, o organizador do Mundial de Futebol, é quem tem a cerveja mais cara com um preço médio de 6,35 euros.

Em segundo lugar surge a Noruega com 33cl a 3,42 euros e em terceiro Angola com a mesma quantidade a 3,26 euros. Nos mais baratos observa-se a a Hungria com cerveja a 61 cêntimos, o Gana a 56 cêntimos e a Birmânia a 24 cêntimos.

Destaca-se ainda, que Portugal é o 6º maior produtor de cerveja da Europa, produzindo em média o equivalente a 2,13 mil milhões de garrafas de cerveja de 33cl por ano. Em 2021, o mercado de cerveja produziu mais de 710 milhões de litros de cerveja no país. Se passarmos esta quantidade de litros a garrafas de 33cl, seria suficiente para produzir pelo menos 2,15 mil milhões.

A quantidade de 2021 é ainda superior ao que tem sido produzido na média anual desde 2015. Segundo os cálculos da HelloSafe, em média durante estes sete anos foram produzidas um total de 2,13 mil milhões de garrafas de 33cl anualmente.

O Índice da Cerveja 2022 baseou-se nos preços comunicados pela Global Product Prices, Numbeo, e através de pesquisas em supermercados locais em 81 países. Foi considerado o preço de uma garrafa de 330ml de Heineken. Nenhum preço de hotel, bar ou restaurante foi considerado e todos os valores foram convertidos do Dólar para Euro em novembro de 2022. Já as informações sobre a produção de cerveja em Portugal foram retiradas do Eurostat e dados sobre inflação no país do INE (Instituto Nacional de Estatística).

Sobre o Catar, a HelloSafe lembra ainda que no que diz respeito à cerveja este é um país muçulmano conservador, onde “o álcool só pode ser comprado por residentes não muçulmanos numa loja governamental e em alguns bares e restaurantes de hotéis”, e que os que podem comprar “ainda precisam de solicitar uma licença que autorize a compra de bebidas alcoólicas”.

Dizem ainda que “durante o Campeonato do Mundo, a venda de álcool é permitida, sem necessidade desta licença, apenas em ‘fan zones’ ao redor dos estádios e durante horas limitadas. No resto do país, as regras seguir-se-ão como habitualmente”, referem.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.