Ações do Twitter afundam 10% após suspensão de Donald Trump

A invasão do Capitólio e as publicações partilhadas por Donald Trump nas redes sociais de aparente apoio levaram o Twitter a suspender a conta do ainda presidente dos Estados Unidos da América. Primeiro, de forma temporária mas, depois, já a título permanente. E a decisão está já a ter consequências nos mercados financeiros.

Segundo o Business Insider, as ações do Twitter caíram 10% depois de Donald Trump ter sido banido da plataforma. Com 88 milhões de seguidores, esta era uma das contas mais populares da rede social do passarinho azul, gerando notoriedade e captando a atenção do público.

Com a saída de Donald Trump, acabam-se muitas das controvérsias que alimentavam as constantes referências a esta plataforma. A mesma publicação indica que o valor das ações em bolsa terá caído devido à preocupação por parte dos investidores de que o interesse pelo Twitter acabe por desvanecer.

“Após uma avaliação dos Tweets recentes da conta @realDonaldTrump e o contexto em torno dos mesmos, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de futuro incitamento à violência”, anunciou o Twitter na passada sexta-feira.


Comentários
Loading...