Acidente com Alfa Pendular: “Apesar das mortes a lamentar o resultado poderia ter sido muito mais grave”, afirmou Marcelo

Em reação ao acidente com o Alfa Pendular, perto de Coimbra, ocorrido esta sexta-feira, o Presidente da república, Marcelo rebelo de Sousa, não quis pronunciar-se sobre as causas, sugerindo que caberá às autoridades apurar esta situação, sendo que o inquérito e investigação deverá ser feito o quanto antes.

“Esta situação poderia ter sido mais grave, atendendo ao número de passageiros que estavam no comboio, Apesar das mortes que lamentamos poderia ter siso bem mais grave”, reforçou o Presidente da República.

Apesar de não ter agendado a deslocação até ao local, o Presidente assegurou que vai seguir de perto a evolução desta situação, particularmente os casos dos feridos que já seguiram para os hospitais (na sua maioria para Coimbra).

O comandante distrital de operações de socorro da Proteção Civil de Coimbra, Carlos Luís Tavares, falou há momentos aos media no local, fazendo um novo balanço de vitimas do acidente.

Confirmam-se as duas vítimas mortais, ambas do sexo masculino, que e operavam a máquina de manutenção que foi atingida pelo comboio. Além destes, há seis feridos “de média gravidade, sendo que um deles inspira mais cuidados, que é o maquinista do Alfa Pendular”.

Há ainda 20 feridos ligeiros, adiantou aquele responsável. Este número, porém, “está aumentar à medida que é feito esse levantamento”.

Carlos Luís Tavares informou ainda que o comboio tinha partido às 14h00 de Santa Apolónia (Lisboa) e levava a bordo 212 passageiros.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...