92% dos CEOs vê o email do trabalho depois de sair do escritório

A tecnologia tem provado ser uma bênção mas também um desafio para as empresas. Se, por um lado, ajuda a automatizar e melhorar processos; por outro, faz com que a pressão aumente sobre os colaboradores – independentemente do degrau da hierarquia em que se encontram.

Um inquérito realizado pela Inc. revela que 92% dos CEOs consulta mensagens de trabalho depois de sair do escritório. Mais: mesmo durante as férias, 85% dos executivos mantém-se atento a mensagens de trabalho, pelo menos ocasionalmente. Há ainda quem o faça uma ou duas vezes por dia (32%).

A relação com tecnológicas como Amazon ou Facebook também é de amor-ódio. Segundo revela a mesma análise, muitos CEOs adoram companhias como estas por venderem e promoverem os seus produtos, mas receiam o efeito que poderão ter no negócio e na cultura da empresa. Metade dos inquiridos indica que a sua opinião sobre o Facebook piorou devido à proliferação de notícias falsas e desinformação.

A existência de artigos contrafeitos na Amazon também é uma preocupação para 40% dos CEOs e executivos, que não querem ver as suas marcas associadas a esta prática ilegal. 37% teme comportamentos pouco amigos da concorrência e 33% receia que os seus produtos sejam copiados.

Outra grande dor de cabeça para os quadros superiores das empresas nesta era tecnológica é a cibersegurança. Uma falha média de dados, em 2018, poderia custar 29 mil dólares (cerca de 26 mil euros) a um negócio, de acordo com estimativas da Hiscox. Com isso em mente, as empresas têm investido na segurança das suas plataformas: 43% planeia aumentar os gastos em cibersegurança.

pub

Comentários
Loading...