57% das empresas industriais já tem objetivos de neutralidade carbónica, segundo novo estudo

A sustentabilidade é uma das questões para a maior parte das empresas nos dias de hoje e, segundo um novo estudo, mais de metade das empresas pretende atingir as zero emissões de gases com efeito de estufa no futuro.

O estudo elaborado pela Schneider Electric e pela Omdia constatou que, apesar de as empresas industriais estarem a estabelecer objetivos de sustentabilidade ambiciosos, cerca de metade (48%) ainda não tomou as medidas necessárias para os cumprir.

Sublinha-se ainda que mais de metade (57%) dos inquiridos pretende atingir as zero emissões de gases com efeito de estufa e que estão propensos a considerar a redução do consumo de energia como o fator-chave na sua decisão de investir em iniciativas de sustentabilidade operacional, e 49% espera também um melhor desempenho e poupança de custos.

No entanto, quase metade (48%) ainda não implementou inteiramente as suas iniciativas de sustentabilidade, e menos de um terço (30%) está no bom caminho para atingir os seus objetivos.

Estes resultados representam uma oportunidade significativa para a ação industrial em iniciativas de sustentabilidade, e revelam o potencial para mudanças imediatas e duradouras, sendo que a investigação inquiriu centenas de empresas industriais de várias dimensões dos setores de alimentação e bebidas, ciências da vida, semicondutores e eletrónica, química, petróleo e gás e automóvel na América do Norte, Europa, Médio Oriente, África e Ásia.

Segundo Barbara Frei, Executive Vice President, Industrial Automation da Schneider Electric: “O setor da produção industrial está a compreender cada vez mais o valor dos objetivos de sustentabilidade e eficiência. Há agora provas claras de que a valorização das pessoas e do planeta conduz a lucros mais elevados”. Sublinha ainda que “esta mudança vai exigir uma evolução do pensamento tradicional, tornando a sustentabilidade e o bem-estar uma parte central dos processos, hardware, software e da cultura organizacional para identificar ineficiências e desperdício. É aqui que começa a próxima geração da indústria”.

Para cumprir os seus objetivos de sustentabilidade, as empresas industriais precisam de uma estratégia clara e de dados que a sustentem. A tecnologia será um facilitador-chave, incluindo ferramentas de deteção e visualização melhoradas para captar dados de sustentabilidade e conseguir conhecimentos acionáveis.

Para Alex West, Senior Principal Analyst, IoT and Sustainability da Omdia: “Existe uma enorme oportunidade para as empresas industriais. Muitas têm de enfrentar operações de utilização intensiva de energia e de resíduos. Tirar partido das energias renováveis, reciclagem e modelos circulares não apenas vai beneficiar o ambiente, como também proporcionar um retorno significativo de valor”.

“Portugal tem um ambiente virado para o futuro, favorável aos negócios, com uma economia atrativa”, diz CEO da Reltio

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.