35: o número de vezes que Trump elogiou (e criticou) a China no combate à Covid-19

As relações entre Washington e Pequim ficaram ainda mais tremidas depois de, numa carta enviada ao director-geral da Organização Mundial da Saúde, o Presidente norte-americano ter acusado a OMS de ser «uma marioneta» da China.

Já depois de no dia 14 de Abril ter suspendido a contribuição do país à OMS e de ter ameaçado cortar relações com a China, agora Trump chegou mesmo a lançar um ultimato a Tedros Ghebreyesus: «Se a OMS não se comprometer com melhorias significativas nos próximos 30 dias, tornarei a suspensão temporária de fundos à OMS permanente e reconsiderarei a nossa participação na agência».

O líder da Casa Branca informou ainda na carta, publicada na rede social Twitter, que «iniciou conversações sobre como reformar a organização», que acusa de má gestão da pandemia de Covid-19, juntamente com Pequim. «A única forma de avançar, para a OMS, é se realmente for capaz de demonstrar independência em relação à China», escreveu Trump.

Face ao últimos desenvolvimentos na relação entre os dois países, a “CNN” compilou algumas declarações de Donald Trump sobre a forma como a China lidou a pandemia de Covid-19. Veja abaixo

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.